Alguns fatores podem interferir no ciclo menstrual, tornando-o irregular ou trazendo anormalidades para o processo. Quando os sintomas pré-menstruais não cessam, mesmo com o término da menstruação e a mesma começa a apresentar algumas variações, pode-se constatar alguns distúrbios ou transtornos menstruais.

Anovulação

Ocorre quando há fluxo menstrual normal durante a menstruação, mas não existe ovulação precedente. O estrogênio formará e estimulará o revestimento do útero; contudo, o desenvolvimento folicular pode começar e não se completar. Ou seja, os níveis de estrogênio estão excessivamente altos, tornando a mucosa do endométrio bastante espessa, porém não há óvulo para ser implantado. O sangramento anovulatório pode ocorrer regularmente, mas geralmente se apresenta com frequência irregular. Ela também acontece antes da menopausa e em mulheres com a síndrome do ovário policístico.

Sangramento irregulares

Mulher com Transtornos MenstruaisPode ser definido por Hipermenorreia, Hipomenorreia e Metrorragia. A primeira, também chamada de menorragia, está ligada ao sangramento excessivo na menstruação, ou seja, uma quantidade de sangue superior a 80 ml. A segunda é caracterizada pela pouca quantidade de sangue na menstruação, menos de 10 ml. A terceira é aquela menstruação prolongada, não mostrando um padrão claro de intervalos do ciclo.

Hipomenorreia

Esse transtorno é caracterizado por fluxo menstrual menor que 2 dias. Ele pode ser causado por insuficiência folicular ou síndrome de Asherman (amenorreia traumática).

Metrorragia

É quando ocorrem sangramentos (hemorragias) fora do período menstrual. Se esse sangramento ultrapassar o período de 14 dias, é considerado menometrorragia.

Menorragia

É quando a mulher tem um fluxo menstrual extremamente longo, com intervalos normais (regulares). Suas causas são várias, mas as principais são coagulação sanguínea ou o desregular dos hormônios femininos.

Duração irregular

Pode ser definida por polimenorreia, oligomenorreia e amenorreia. O primeiro termo médico está relacionado ao ciclo menstrual com duração de 21 dias ou menos. A segunda se trata do ciclo que excede 35 dias. Já a terceira se refere à falta prolongada de menstruação durante os anos reprodutivos da mulher, podendo esse período ser superior a 180 dias. As mulheres mais predispostas à amenorreia são aquelas que possuem pouquíssima gordura corporal.

Amenorreia

A amenorreia é a falta de menstruação, que pode ser classificada em primária e secundária. A primeira ocorre quando não acontece a menarca (primeira menstruação) e a secundária acontece quando a mulher já menstruou, mas passa longos períodos sem ter ciclos menstruais, em média de 6 meses, podendo ser para mais, ou para menos.

As causas da amenorreia são muitas; da secundária, a maior é a gestação, mas também podem existir causas como o stress, utilização de certas medicações, prática abusiva de atividades físicas e esportes (visto muito em atletas) e doenças (como tumores e câncer).

Alguns outros fatores como: stress, depressão, mudança de temperatura local, falta de ferro no organismo, alterações hormonais, excesso de atividades físicas ou medicação, doenças, dietas agressivas e alimentação precária podem alterar o ciclo.

O tratamento para todos esses transtornos deve ser aconselhado por um médico ginecologista. Devemos lembrar que um autodiagnóstico ou uma automedicação podem agravar esses problemas. O ideal é que todas as irregularidades relacionadas ao ciclo menstrual sejam acompanhadas por um médico, pois podem indicar algum desequilíbrio hormonal ou problemas mais sérios.

Outro problema relacionado a menstruação é a Síndrome dos Ovários Policísticos, que provoca microcistos no ovário.

Cólica Menstrual ou Dismenorreia

A dismenorreia é a conhecida cólica menstrual, que pode ocorrer antes ou durante o período. Ela também pode ser classificada em dois tipos: primário e secundário.

  • Dismenorreia primária - apresenta contrações uterinas (cólicas) normais, que não afetam ou atingem os órgãos da cavidade pélvica.
  • Dismenorreia secundária - está associada às alterações do sistema reprodutivo feminino, como a endometriose (doença causada pela presença do endométrio fora do útero), infecções e doenças sexualmente transmissíveis (DST's).