Ciclo MenstrualCiclo Menstrual é o nome dado ao processo hormonal feminino, responsável pela emissão de um óvulo pelo ovário para uma possível fecundação. Esse período vai do primeiro dia de uma menstruação ao primeiro dia da seguinte. Durando de 28 a 30 dias, variando entre ciclos maiores, menores e irregulares, o ciclo menstrual é característico do aparelho reprodutor feminino.

Na puberdade, com a série de mudanças físicas e mentais na menina, ocorre o surgimento da menarca, isto é, a 1ª menstruação. Ela ocorre por volta dos doze anos de idade e é definida por períodos irregulares, com quantidade e duração de fluxo variando de ciclo para ciclo. Nessa fase, são comuns intervalos de quatro, cinco ou seis meses.

O ciclo menstrual, basicamente, ocorre da seguinte maneira:

  • Ovulação;
  • Possível fecundação;
  • Descamação do endométrio (membrana que reveste a cavidade do útero) quando não ocorre fecundação e eliminação do óvulo através da menstruação.

Essas etapas se repetem todo mês, dando início a um novo período fértil. Costuma-se dizer que entre o 10º e o 18º dia de um ciclo regular de 28 dias, a mulher se encontra fértil, sendo provável a ovulação e a manutenção do óvulo por algum tempo nessa fase.

Contudo, pode acontecer uma variação do dia da ovulação, determinada por alguns fatores como estímulos ambientais, emocionais, atividade sexual, alimentação e saúde corporal, podendo ocorrer a modificação de previsão dos dias férteis e da probabilidade de uma fecundação.

Outras questões importantíssimas a serem abordadas são as alterações no ciclo, principalmente as decorrentes de alguma doença, a menopausa e os cuidados necessários com a higiene para manter uma vida saudável durante os dias de menstruação.

Os óvulos são fabricados quando a menina ainda está na barriga da mãe e ela nasce com aproximadamente 450 mil óvulos nos ovários. É por isso que a mulher fica menos fértil quando está em idade avançada.

O que acontece quando o óvulo é fertilizado? Ele continua a descer para chegar ao útero e lá ele fica no endométrio para a nidação. O caminho feito pelo ovário pode demorar 5 dias. Quando ele não é fertilizado, passa a se desintegrar, reduzindo os níveis de progesterona e estrogênio. Esse processo também gera a produção de prostaglandina, que causa o rompimento do endométrio e a contração do útero para expulsá-lo (as cólicas menstruais). Quando a menstruação desce, são eliminados o óvulo juntamente com o revestimento uterino.

Passo a Passo do Ciclo Menstrual

  1. 1º dia do ciclo – Menstruação = descamação do endométrio bem desenvolvido, espesso e vascularizado;
  2. Logo em seguida: a hipófise (glândula cerebral) aumenta a produção de FSH que, por volta do 7º dia do ciclo, atinge a concentração máxima;
  3. Os folículos ovarianos amadurecem;
  4. Os mesmos folículos em desenvolvimento secretam o hormônio estrógeno;
  5. Estrogênio atinge níveis altos, inibe a secreção de FSH e estimula a do LH. Também auxilia no desenvolvimento do endométrio;
  6. Em um ciclo de 28 dias, no 14º = O LH atinge níveis altos de concentração e estimula a ovulação;
  7. O LH auxilia na formação do corpo lúteo ou amarelo (grande impregnação de gordura) no folículo ovariano;
  8. A produção de progesterona é iniciada pelo corpo lúteo, estimulando as glândulas do endométrio a secretarem algumas substâncias;
  9. A produção de LH e FSH são inibidas pelo aumento da progesterona;
  10. Logo, o corpo lúteo se degenera e reduz a concentração de progesterona;
  11. Descamação do endométrio e início de outra menstruação, dando continuidade ao ciclo.

Fases do Ciclo Menstrual

As etapas do ciclo menstrual podem ser divididas em 4 fases: Menstrual, proliferativa (estrogênica), secretora (lútea) e pré-menstrual (isquêmica).

Menstrual: Com duração de 3 a 7 dias, essa fase corresponde aos dias de menstruação.

Proliferativa ou Estrogênica: Período de maturação do folículo ovariano e secreção de estrógeno pelo mesmo.

Secretora ou Lútea: Marcado pela ovulação e intensa ação do corpo lúteo, esse período é o final da fase proliferativa e início da fase pré-menstrual.

Pré-menstrual ou Isquêmica: Quando a mulher se encontra prestes a menstruar. Ocorre a queda das concentrações dos hormônios ovarianos e a camada superficial do endométrio perde seu suprimento sanguíneo normal. Pode ser acompanhada por dor de cabeça, dor nas mamas e possíveis alterações psíquicas como fácil irritabilidade, insônia e TPM (Tensão Pré-Menstrual). A fase dura cerca de dois dias.

Início do Ciclo Menstrual

Como Ocorre o Ciclo MenstrualNo início da puberdade, a glândula hipófise começa a secretar dois tipos de hormônios: O FSH (folículo-estimulante) e o LH (luteinizante). Cada um exerce uma função nos organismos masculino e feminino. Na mulher, os efeitos no ciclo menstrual são os seguintes:

FSH: estimula a proliferação de células foliculares ovarianas e propicia a secreção de estrógeno, levando os folículos ovarianos (bolsas de líquido que contêm os óvulos ou ovócitos) a se desenvolver.

Aproximadamente no 7º dia do ciclo, a produção desse hormônio começa a diminuir. Com a sua falta, ocorre a interrupção do crescimento de alguns folículos, ocasionando a sua eliminação. Ou seja, a cada ciclo, de todos os folículos que começam a crescer, apenas um, ou raramente dois, se desenvolve até o fim e vai ovular.

Outro hormônio extremamente importante nesse processo, responsável por desempenhar algumas tarefas é a progesterona. Ela prepara o útero para a aceitação do embrião, acentuando o espessamento do endométrio e revestindo o mesmo com vasos sanguíneos. Esse hormônio também aumenta o grau da atividade secretória das glândulas mamárias, preparando as mamas para a produção de leite. Ela inibe as contrações do útero, impedindo a expulsão do embrião que possivelmente será implantado ou do feto que já se encontra em desenvolvimento.

Durante o crescimento do folículo, quantidades cada vez maiores do hormônio estradiol são secretadas. Esse hormônio feminino é responsável pela produção das seguintes alterações:

  1. estímulo ao desenvolvimento do endométrio, tornando-se mais espesso e preparado para implantação do embrião;
  2. estímulo à secreção de muco pelo canal cervical para se tornar receptivo ao espermatozoide.

Assim que as quantidades de estradiol no sangue atingem níveis máximos, o endométrio também acompanha essa evolução, deixando o muco em excelentes condições para ser penetrado pelo espermatozoide.

Logo em seguida, outro hormônio é estimulado:

LH: Estimula a ovulação, aumentando ainda mais a secreção das células foliculares. Quando esse hormônio atinge o nível máximo, algumas horas depois ocorre a ovulação. Detecta-se o período mais próximo da ovulação por meio de exames de urina, responsável por eliminar o hormônio LH secretado. Geralmente, esse período ocorre no 14º dia do ciclo menstrual, podendo também ocorrer antes ou depois desse dia.

Fim do Ciclo Menstrual

Sintomas da Ovulação

Essas são as formas de se identificar o período de ovulação:

Dor no baixo abdômen, principalmente se ela acontecer mais ou menos 14 dias antes da próxima menstruação

Presença do muco cervical na vagina, identificada por meio de uma secreção semelhante à clara de ovo. Acontece, aproximadamente, de um dia antes, até um dia depois da ovulação;

Neste período, a temperatura corporal aumenta em até meio grau centígrado. Para saber o dia de mudança na temperatura, é preciso medi-la todos os dias pela manhã, colocando-se o termômetro sob a língua. Pode ocorrer de dois dias antes, até dois dias depois da ovulação;

Testes foram desenvolvidos para detectar, na urina, a presença do hormônio LH. Fácil de se identificar, o hormônio aparece, mais ou menos, um dia antes da ovulação.

Sintomas de MenstruaçãoLogo em seguida, o folículo sofre modificações e se transforma em uma estrutura chamada corpo lúteo. Além disso, passa a produzir o hormônio progesterona, responsável por finalizar o processo de preparo do endométrio para a implantação do embrião.

O nível de progesterona no sangue atinge o máximo entre o sexto e oitavo dia após a ovulação. Se, ao medir os níveis desse hormônio os índices forem baixos, essa ocorrência é uma das causas de infertilidade. O dia exato da implantação do óvulo ainda é impreciso, podendo acontecer de 5 a 10 dias após a ovulação.

Se não ocorre fecundação e uma implantação subsequente, o nível de progesterona e estradiol caem, parando de ser produzidos pelo corpo lúteo. Inicia-se, então, outra menstruação, um fenômeno fisiológico no organismo da mulher. Nessa fase, ocorre a eliminação periódica do endométrio uterino ou mucosa uterina através da vagina. No decorrer desse processo, o óvulo não é eliminado juntamente com o endométrio, pois permanece na tuba uterina e se degenera após um tempo.

A menstruação é caracterizada pela descamação do endométrio formado e após os ovários reduzirem a secreção dos hormônios mencionados, seus estímulos são reduzidos, suas células morrem e descamam. O ciclo menstrual é contado a partir do dia de início da menstruação, não importando a sua duração média de 3 a 5 dias.

A fase anterior à menstruação é conhecida por período pré-menstrual. Essa fase pode vir carregada de alguns sintomas de menstruação.

Para mais detalhes sobre seu ciclo, caso ele seja regular, vale consultar a tabelinha para saber, aproximadamente, os seus dias férteis. Esse método é pouco preciso, sendo passível de erros, podendo resultar em uma gravidez inesperada ou a ausência dela. De qualquer maneira, sendo o período regular ou irregular, a consulta ao médico ginecologista é imprescindível.